Como analisar as necessidades de rede Wi-fi do seu estabelecimento

Que a oferta do serviço de Wi-Fi pode se tornar um diferencial para o seu negócio você já sabe, né? Mas antes de disponibilizar essa facilidade para os seus clientes, que por muitos já é considerada uma comodidade básica e imprescindível, você precisa planejar esse serviço de forma adequada.

Não adianta simplesmente instalar um roteador e disponibilizar a senha, viu?

Esse planejamento inclui identificar suas expectativas e também as dos seus clientes, realizando um levantamento bastante detalhado das características do seu ambiente para gerenciar o processo de instalação e configuração dos pontos de acesso.

Para fazer as melhores escolhas, preparamos esse post para você entender a relevância da rede Wi-Fi e o que considerar antes de implementá-la. Acompanhe!

Por que a rede Wi-Fi é importante para o meu negócio?

Além de, como já mencionamos anteriormente, conferir um diferencial para a sua empresa em relação aos clientes, a disponibilização de uma conexão sem fio pode:

  • Aumentar a produtividade da sua equipe: por poderem realizar grande parte das tarefas de forma online, isso poupa tempo de deslocamento e facilita a comunicação, pois pode executar suas atividades em praticamente qualquer espaço;
  • Ampliar sua capacidade de expansão: antes da popularização das redes sem fios, a necessidade do uso de cabos tornava a ampliação da rede mais custosa e possuía menor mobilidade. Com o Wi-Fi, um único ponto de acesso atende múltiplos usuários de forma rápida e sem custos adicionais. 
  • Reduzir seus custos: apesar do investimento necessário em roteadores e repetidores, o acesso sem fio não exige nenhum tipo de reforma ou adaptação do espaço em função de aparelhos.
  • Atrair e satisfazer clientes: ao fornecer um acesso seguro, tanto para colegas e funcionários quanto para visitantes, você oferece uma experiência muito mais agradável e prática em seu espaço, visto que a conectividade é um dos pré-requisitos de muitos clientes em relação aos locais que visitam. 
  • Divulgar o seu (ou outro) negócio: ao utilizar um hotspot, na página de login, é possível adicionar banners, vídeos e propagandas, divulgando um produto ou serviço e ampliando a visibilidade e o alcance de uma marca. 

O que devo levar em consideração para oferecer um Wi-Fi de qualidade em meu estabelecimento?

Estabelecimento disponibilizando uma rede wi-fi de graça.

O primeiro passo é conhecer o seu estabelecimento e seu público a fim de determinar o link de internet, a velocidade da conexão e as características dos equipamentos. Para tomar as melhores decisões, leve em consideração o número de pessoas estimado que irão acessar sua rede wi-fi, o limite de banda liberado a cada uma delas e que tipo de atividade seus clientes realizarão em sua rede. 

A partir disso, escolha um provedor que consiga suprir suas necessidades em relação a planos, velocidade e custos, considerando os objetivos e capacidades do seu negócio. Analise, também, a estabilidade da conexão e a qualidade do suporte técnico, minimizando a chance de problemas e resolvendo-os rapidamente. 

Feito isso, é preciso pensar na capacidade dos roteadores e nos pontos de acesso, evitando problemas com a estabilidade do sinal, quedas na conexão e lentidão da rede wi-fi, pois isso provoca a insatisfação dos usuários e pode causar o efeito oposto ao desejado, que é a atração e retenção de clientes. Escolha os equipamentos adequados para o seu propósito e posicione-os estrategicamente, otimizando seu alcance e desempenho. No tópico a seguir, explicaremos alguns passos importantes para que a instalação ocorra de forma adequada.

Por fim, considere instalar um sistema de hotspots, já que ele transforma sua rede wi-fi em uma ferramenta de marketing: através dele, seu cliente realiza um breve cadastro com informações que você solicitar. A seguir, é possível exibir alguma propaganda ou promoção. Já os dados coletados vão para o seu banco de dados e podem ser utilizados em campanhas de email marketing, por exemplo, permitindo a segmentação do seu público-alvo.

Como identificar a quantidade e escolher os pontos de acesso para o meu espaço?

Uma das principais estratégias é o site survey, isto é, uma pesquisa do espaço onde a rede wi-fi será instalada, uma inspeção in loco para coletar dados e métricas. Ela não é uma ação pontual, mas sim uma análise que deve ser realizada ao longo do ciclo de vida do projeto – antes, durante e depois da implementação da rede wi-fi no espaço. Dessa forma, o site survey necessita de constantes realizações e atualizações. 

Há três formas de realizar o site survey e, em teoria, todos devem ser implementados no planejamento das redes Wi-Fi:

  • Preditivo
  • Passivo 
  • Ativo

No modelo preditivo, é feita uma simulação prévia onde a cobertura da rede Wi-Fi é apenas estimada. Para isso, são utilizados softwares específicos que oferecem ao administrador a possibilidade de analisar a planta baixa do local a ser implementado, informando os materiais dos obstáculos como móveis, paredes e janelas. 

Já o modelo passivo, uma ferramenta realiza uma varredura completa nas bandas de 2,4 GHz e 5 GHz, identificando sinais concorrentes nesse espaço e auxiliando o proprietário a identificar os melhores pontos para a instalação dos pontos de acesso. Outras frequências podem interferir no sinal da internet, como telefones sem fio, brinquedos eletrônicos, bluetooth, etc.

Dessa forma, a varredura realizada auxilia no planejamento da rede Wi-Fi por identificar canais menos congestionados por redes concorrentes, garantindo uma maior qualidade de rede. É na pesquisa passiva que se identifica a quantidade de pontos de acesso a serem instalados, que dependem do espaço do ambiente e da potência da rede wi-fi.

O passo a passo para realizar essa identificação é instalar o primeiro ponto de acesso, diminuir sua potência para média – pois a maioria dos clientes não utiliza-a completamente – e sondar o alcance do sinal do primeiro ponto, identificando seus limites físicos. 

Por fim, no modelo ativo, o acesso é efetivamente testado, validando sua conectividade. Essa survey é feita após a instalação física de todos os pontos de acesso previstos no planejamento inicial: a rede wi-fi já deve estar operando para validar esse modelo. 

Duas regras básicas devem ser seguidas ao projetar redes Wi-Fi em ambientes corporativos:

  1. Não deve haver sobreposição de canais entre aparelhos vizinhos, minimizando a interferência entre os pontos de acesso próximos.
  2. É necessário que exista um certo nível de sobreposição das áreas de cobertura, evitando “pontos cegos” que prejudiquem o roaming, isto é, a transição dos usuários entre diversos pontos de acesso. 

Esperamos que esse post tenha ajudado a entender como a disponibilização de uma rede Wi-Fi pode trazer benefícios ao seu negócio e quais etapas devem ser seguidas para sua implementação eficiente.

Lembre-se de levar em consideração o seu fluxo de clientes estimado, as expectativas e metas que seu negócio busca alcançar através dessa estratégia a ser utilizada, a quantia disponível para implementar essa estrutura e os benefícios que ela trará para o seu estabelecimento.

Tendo essas informações em mente, você pode escolher provedores de qualidade que garantirão um serviço de alto padrão para o seu negócio.

Que tal entrar em contato com a Vagalume para ampliar sua conectividade?

Se gostou da leitura, confira mais conteúdos no nosso blog.

vagalume banners rocketPrancheta 2
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

Posts Relacionados